Case: iluminação de cozinha

Talvez o ambiente residencial que mais mereça atenção quando o assunto é iluminação. Isso porque em ambientes de relaxamento, como já disse no post anterior, podemos ter uma luz um pouco mais intimista, sem tanta preocupação com fluxo luminoso.


Já na cozinha é essencial uma boa luz direcionada na área de tarefa assim como luz pontual na criação de cenários.


A consultoria que trago aqui como case é um exemplo de que iluminação NÃO É apenas instalar uma lâmpada "potente" (falarei sobre esse mito em algum momento futuro!).


Aqui, tinha -se um exemplo de cozinha com planta quadrada e uma fonte de luz central tão forte que era impossível ficar 2 minutos confortavelmente no ambiente.



Final das contas: o brilho excessivo da fonte de luz, além de causar ofuscamento, deixava o ambiente gélido com a luz branca azulada, não criava cenas de iluminação e, principalmente, gerava sombras indesejadas na área de tarefa (bancada pia e fogão).


A solução aqui consistiu no retrofit sem muita quebradeira: pendentes na direção da bancada criando um ambiente intimista para as refeições; luz pontual na direção da torre de armários; luz difusa linear geral para iluminar o ambiente como um todo e abaixo dos módulos aéreos da cozinha.


Soluções simples que vão ajudar (e muito!) o conforto visual e o dia-a-dia da moradora 💡❤.








Juliana Mara é arquiteta e lighting designer, além de mestre em arquitetura com ênfase em iluminação natural. Há mais de 10 anos no mercado, adquiriu experiência de sobra para prestar consultorias na área e, através deste blog, "iluminar" outras mentes com dicas para arquitetos, designers e até mesmo aventureiros que pretendem decorar por conta própria

Posts em destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Últimos posts
Buscar mais posts
Inscreva-se
e receba nossas atualizações!
Redes sociais
  • Página no Facebook
  • Perfil no Instagram